Glândula pineal e a Alma

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Glândula pineal e a Alma

Mensagem  Admin em Qua Out 20, 2010 5:12 pm

Pineal



A glândula pineal tem sido considerada - desde René Descartes (século XVII), que afirmava que nela se situava a alma humana - um órgão com funções transcendentes. Além de Descartes, um escritor inglês com o pseudônimo de Lobsang Rampa, entre outros, dedicaram-se ao estudo deste órgão.

Com a forma de pinha (ou de grão), é considerada por estas correntes religioso-filosóficas como um terceiro olho devido à sua semelhança estrutural com o órgão visual. Localizada no centro geográfico do cérebro, seria um órgão atrofiado em mutação com relação em nossos ancestrais.

Os defensores destas capacidades transcendentais deste órgão, consideram-no como uma antena. A glândula pineal tem na sua constituição cristais de apatita. Segundo esta teoria, estes cristais vibram conforme as ondas eletromagnéticas que captassem, o que explicaria a regulação do ciclo menstrual conforme as fases da lua, ou a orientação de uma andorinha em suas migrações. No ser humano, seria capaz de interagir com outras áreas do cérebro como o córtex cerebral, por exemplo, que seria capaz de decodificar essas informações. Já nos outros animais, essa interação seria menos desenvolvida. Esta teoria pretende explicar fenômenos paranormais como a clarividência, a telepatia e a mediunidade.

A Doutrina Espírita dedica-se à formulação destas explicações desde Allan Kardec (século XIX). Na obra Espírita Missionários da Luz, ditada pelo espírito de André Luiz, através da psicografia do médium Francisco Cândido Xavier, a epífise é descrita como a glândula da vida espiritual e mental. Para a Doutrina Espírita, a epifise é órgão de elevada expressão no corpo etéreo. Preside os fenômenos nervosos da emotividade, devido a sua ascendência sobre todo o sistema endocríno, e desempenha papel fundamental no campo sexual. Na mesma obra, André Luiz descreve ainda que a epífise está ligada à mente espiritual através de princípios eletromagnéticos do campo vital, que a ciência formal ainda não pode identificar, comandando as forças subconscientes sob a determinação direta da vontade. Na atualidade, o assunto é estudado pelo especialista Dr. Sérgio Felipe de Oliveira. Segundo ele, a pineal seria capaz de gerar forças psíquicas a todos os armazéns autônomos do órgão.

Já na visão dos hindus, é o principal órgão do corpo, possuidor de dois chacras ou centros de energia responsáveis pelo desenvolvimento extra-físico, como receptores e transmissores de energia vital: o chacra do terceiro olho, central na testa, acima da altura dos olhos, e o chacra coronário, mais superior, também na cabeça.

Os discordianos consideram a glândula como ó órgão através do qual Éris (Discordia) se comunica com os seres humanos - crença que, no caso dos discordianos, se baseia na suposta relação entre a glândula e substâncias psicodélicas.

Apesar de alegações de diversas correntes de que a pineal seria uma "antena" por onde a alma transmitiria os pensamentos para o cérebro, a extração completa da glândula por cirurgia, realizada em casos de tumores benignos ou malignos, não leva à morte ou a alterações evidentes na capacidade de pensamento.




Apatita



A apatita (apatite, em Portugal) é um mineral do grupo dos fosfatos, com as seguintes variantes: hidroxiapatita, fluorapatita, e clorapatita , assim nomeados por causa de altas concentrações de íons Hidróxido(OH-), Fluoreto(F-), e Cloreto(Cl-), respectivamente, em sua estrutura cristalina. Sua fórmula geral (que apenas explicita a sua composição essencial) é Ca3(PO4)2(OH, F, Cl). Fosforita é o nome dado à apatita impura.

A apatita é um dos poucos minerais (sic) a serem produzidos e utilizados por sistemas biológicos*. A hidroxiapatita (ver cálcio: papel biológico) é o principal componente do esmalte dentário, e tem considerável participação no material ósseo. A fluorapatita é ligeiramente mais resistente que a hidroxiapatita. Por isso o uso de água fluorada (ver flúor:papel biológico) , que permite a substituição dos íons hidróxido por fluoreto nos dentes, tornado-os um pouco mais fortes, embora possa manchá-los frequentemente e se concentrar em outros órgãos, como o tecido ósseo, causando doenças. Alguns autores acreditam que é mais segura a formação da fluorapatita na superfície do dente, através do uso tópico do creme dental(Connet,2002).

Traços de fissão provocados por partículas emanadas de isótopos radioativos naturais, presentes em cristais de apatita, são comumente usados para estimar a história termal de sedimentos em bacias sedimentares.

O seu cristal é o 5.º termo da escala de Mohs, com uma dureza semelhante à do vidro. Está presente em rochas ígneas, como carbonatitos, granitos, sienitos, sienitos nefelínicos, dioritos, pegmatitos (de onde provêm os cristais de maior tamanho), em lava, etc. Aparece também em rochas metamórficas como o gnaisse, micaxisto, calcário cristalino, etc. Aparece também como resíduo em alguns filões metalíferos de alta temperatura (cassiterita, volframite, etc.).


* Minerais são substâncias naturais com natureza química e arranjo crislografico definidos, formados por processos geologicos inorgânicos. Portanto a apatita produzida por seres vivos não pode ser considerada mineral. O gelo de geleiras é considerado um mineral, o petróleo não...





Fontes: Wikipédia

___________________________________
Admin
avatar
Admin
Serpentis Ovi
Serpentis Ovi

Masculino

Número de Mensagens : 1205
Reputação : 67
Pontos : 5163
Humor : Administrador
Localização : Sintra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Glândula pineal e a Alma

Mensagem  Malchiah em Qua Out 20, 2010 5:40 pm

Está-se sempre a aprender contigo, ahu Vladions Very Happy
avatar
Malchiah
Aprendiz
Aprendiz

Mérito TAROT |
Masculino

Número de Mensagens : 55
Reputação : 7
Pontos : 92
Humor : Em descanso
Localização : Sintra

http://www.hemons.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Glândula pineal e a Alma

Mensagem  Areons em Qua Out 20, 2010 8:01 pm

Kadra

Ahu Vladions, sei que estas a pensar que estou a pensar na presença da alma em termos fisicos no nosso corpo como essa glandula que tinhas falado no sabado passado. De facto é curioso a composiçao da mesma e nao tinha conhecimento que estava ligada a telequinesia etc mas o que eu referi anteriormente no topico da alma era da possibilidade da presensa da mesma numa area especifica do corpo como foco de energia, energia essa nao fisica. Mas de facto estava-me a esquecer de um pormenor que anula essa possibilidade que é os restantes chakras. se a alma de facto de armazena-se apena no cerbro como um foco de energia unico entao todos os nossos pontos centrais de energia(chakras) teriam de estar todos no mesmo sitio o que nao faz sentido algum. Nem me estava a lembrar deste pormenor ^^

Abraços
Gada Hamun
avatar
Areons
Mestre
Mestre

Mérito Guia | Mérito Mensal |

Mérito Rápido |
Masculino

Número de Mensagens : 391
Reputação : 9
Pontos : 852
Humor : aceitavel a certas horas do dia
Localização : Sintra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Glândula pineal e a Alma

Mensagem  Matilde em Qui Out 21, 2010 12:06 am

Isto tem a ver com a pergunta que coloquei no outro tópico!
Também não sabia disto, obrigada pela informação Smile
O nosso corpo esconde mais do que pensamos... Wink
avatar
Matilde
Aprendiz de Mestre
Aprendiz de Mestre

Feminino

Número de Mensagens : 103
Reputação : 2
Pontos : 181
Humor : A pureza de coração é inseparável da simplicidade e da humildade.
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Glândula pineal e a Alma

Mensagem  Infanati em Ter Fev 08, 2011 3:38 am


Se disser que nós humanos temos cauda, podem acreditar que é verdade! Só que é vestigial, e além disso nós damos outro nome, o cócxis.
O nosso cócxis é o que resta da cauda existentes nos nossos antepassados.

Em relação á glândula pineal posso também dizer que n+os na actualidade a que temos é minúscula em comparação com a dos nosso antepassados.
Também tal como já foi dito aqui por outras pessoas pensa-se que esteja associada á clarividência.
Também é possível provar cientificamente que a actividade elevada normalmente está associada a algo "fora do normal", ou seja, o individuo em questão pode estar a ver ou sentir algo que não seja real, se é que me faço entender. Para além disso a avaliação eléctrica do nosso cérebro também permite perceber o que se passa. Pois existem ondas que são normais e usuais e outras fora do normal, que em alguns estudos levou a por a hipótese de clarividência da pessoa em estudo.

=>
avatar
Infanati
Novato
Novato

Masculino

Número de Mensagens : 18
Reputação : 0
Pontos : 24
Localização : castelo branco, abrantes, lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Glândula pineal e a Alma

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum