Magia do chaos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Magia do chaos

Mensagem  Malux em Dom Maio 08, 2011 10:45 pm

Ao contrário dos outros sistemas que ficam agarrados ao passado e tradição, a mágica do chaos procura evoluir com o tempo.

O sistema de caos é a magia moderna, sendo procura justificar e suster as suas bases em ciências como a física quântica.

Um dos principais rostos por detrás da magia do caos é o Peter Caroll, ao fundar a ordem IOD que diz ter se desenvolvido a partir de um dos ramos da ordem Illuminati.

Peter Caroll é um “self-made” milionário, então quem diz que chaos magick é treta e não obtém resultados, é melhor pensar duas vezes antes.


É fácil experimentar a eficácia do sistema da magia do chaos, com a experimentação da criação de sigilos que é um sistemas mais fáceis de dominar.

O nome da ordem que ele criou (Illuminates of Thanateros) retira o nome do Deus do sexo Eros, e da morte, Thanatos porque para além de ser as duas grandes forças motivadoras da humanidade representam também o metódo positivo e negativo de obter consciência mágicka..

Peter Caroll para criar o sistema baseou-se nos escritos de mago como Aleister Crowley, mas acima de tudo nos escritos de Austin Oman Spare .


Uma das premissas do caos é que nós podemos escolher no que acreditar.
O principal slogan da magia do chaos é “nada é real, tudo é permitido”.
Assim quando nós for conveniente podemos acreditar fervorosamente numa entidade ou sistema mágicko, e quando esse trabalho estiver terminado podemos perder totalmente perder a fé.
O poder não está no dogma, o poder está no mago e ele têm o poder de decidir acreditar no que quiser.
Segundo a lógica de alguns caoistas é um erro considerar uma crença mais liberadora que outra.
É a possibilidade de mudança que é importante.
A solução é tornar-se omnívoro e não se limitar a um conjunto de dogmas.
O ideal caótico é a liberação, é pela libertação da dualidade que o mago encontra
o seu verdadeiro Eu.

Ele pode acreditar em qualquer coisa para suportar e sustentar o seu modelo
mágicko, nem que faça uso e recurso a coisas sem fundamento real como pseudo-ciência.
Os meios justificam os fins, o que importa é o resultado final e isso é permitido acreditar em
qualquer coisa desde que isso faça o sistema funcionar.

O sistema cáotico é um sistema construído pelo próprio mago para si mesmo, e tudo que interessa é que funcione para si mesmo.

O sistema caótica pretende ser directo a tudo, e usar qualquer coisa que funciona, nem que seja a invocação de entidades não existentes como o super homem ou entidades dos mitos de H.P Lovecraft.
A ideia é que mesmo entidades inexistentes podem representar arquétipos e energias
presentes no universo.
Por exemplo, o super homem representa a força sobrehumana.
No entanto no sistema caótica a habilidade de construir crenças não é mais importante
do que a habilidade de destruir e se libertar de crenças.
Há crenças que entram em conflicto com a pratica mágicka e elas precisam ser destruídas.


No sistema cáotico é esquecido tudo que não interessa, os dogmas são despojados de
sistemas tradicionais e captada a sua essência.
Por isso mesmo os caóticos são conhecidos por tentar unificar todos os sistemas,
ao criarem regras generalizadas ao se focarem apenas nos elementos comuns em todos os
antigos sistemas, extraindo assim a essência da magia universal presente em todos sistemas
mágickos.

Muitos caóticos vêem a seriedade com antigos sistemas são abordados como uma limitação,
enquanto vê no bom humor um meio de libertação que pode expandir horizontes.

Apesar de aparentar contrário, o sistema dos caos é mais sério do que parecesse, todos grandes
autores do caos enfatizam a necessidade de uma pratica exercícios intensos voltados a
desenvolver habilidades mágickas essenciais como trabalhos energéticos ou mecanismos para
entrar em estados alterados de consciência antes de se sair por ai a evocar o rato Mickey.

Curiosamente o sistema mágicka passado por LaVey no satanismo moderno é bastante semelhante magia do chaos, com uma orientação infernal.
Aparentemente LaVey não acreditava na existência de entidades exteriores, e no seus rituais fazia uso de entidades comprovadamente fictícias como as do necrominicon (Lovecraft).

Claro este post é uma tentativa de captar a essência da magia do chaos, e não representam o que todo caoistas pensa a respeito.
O sistema do chaos é "não há sistema ou conjunto de regras", cada chaoista têm o seu próprio sistema.
Por exemplo, há chaoistas que acreditam na existência externa de entidades, outros acreditam que todas entidades foram criadas pelo homem (egregoras, servidores, etc.), e outros não existem qualquer entidades e que a sua menção faz parte de metódo psicológico para controlar forças de certos arquétipos.
No geral, para os chaoistas o poder está sobretudo no ser humano e talvez por isso mesmo até o LaVey se tenha voltado e baseada neste sistema.

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magia do chaos

Mensagem  soror00 em Qui Jun 16, 2011 11:49 pm


Não é tanto um sistema como uma atitude. Quando se adapta a visão do mundo da chaos magick o que se faz é alternar entre várias crenças porque, para o chaote , a energia está apenas na crença em si. Ou seja, como não acreditas numa verdade absoluta esta semana podes pedir coisas a ganesha e na semana seguinte estás a praticar magia cristã ou como dizia o artigo, a invocar o rato mickey, porque o que importa é a fé (temporaria) que depositas nestas entidades.
Chaos magick não tem rigorosamente nada a ver com La Vey.
O La Vey era um tipo do show business e , na minha opiniao, um ocultista muito pouco serio. As bases dele são mais um roubo a nietzsche do que qualquer inspiração de chaos magick, até porque ele criou a church of satan em 66 e a magia do chaos só apareceu (o primeiro livro do carrol) em 79.
Apesar de ele ter uma carreira ainda activa, que eu saiba não é milionário nenhum, os livros dele não venderam -assim- tanto. As tentativas de explicar a magia com modelos de fisica quantica não passam de especulações, já que as equações do Carrol não têm qualquer credibilidade nos círculos de física e não são consideradas prova ou explicação nenhuma pela comunidade cientifica (nem pela mágica, ao que parece).
O chaos foi uma corrente muito na moda nos anos 80 e 90 mas que, como a musica punk, ja deu o que tinha a dar mas que nunca chegou sequer cá.
A melhor coisa que esta corrente tem é o não nos levarmos muito a sério, o banimento pelo riso e a liberdade de explorar sem nos agarrarmos a qualquer religião ou culto. A liberdade de adaptarmos a magia para ser mais moderna, mais pessoal e mais divertida.
Infelizmente não há fontes de confiança em português já que (que eu saiba) nenhum dos livros dos autores mais conceituados foi traduzido (Peter J. Carroll, Jan Fries, Jaq D. Hawkins, Phil Hine, entre outros) portanto só mesmo lendo os originais.


avatar
soror00
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magia do chaos

Mensagem  Malux em Sex Jun 17, 2011 7:10 pm

Bem talvez La Vey não se tenha inspirado na chaos pk como disseste muito bem porqque foi um corrente que apareceu depois, mas parte da filosofia do pensamento é o mesma.
Até podemos fazer uma analogia com satanismo moderno, como muitos satanistas modernos dizem apesar de o satanismo moderno e a "suas crenças e de maneira pensar" ter sido apenas formalizado por La Vey, "recentemente" pessoas que pensam de forma semelhante sempre existiram desde os tempos mais remotos.
De igual modo, também podemos dizer que pensamento "chaoista" já existiu antes de ter formalizado por Peter.
E para mim é obvio que o La Vey utiliza uma abordagem chaoista e digo-te ja porque por 3 pontos:
1- Ele não acreditava na existência real entidades, para ele invocação de nomes infernais eram apenas arquetipos. Alguma semelhança com a abordagem do chaos?
2 - Utilizou os mitos do Lovecraft nos rituais dele, que toda gente sabe que é ficçao, tal como os magos do chaos fazem.
3- Ele se afastou bastante da abordagem tradicional da magia tal como os magos do chaos, por isso é que tu e tantos outros dizem que ele não ocultista sério. Para mim ele não era um grande ocultista, mas também nao tao fraco para reduzi-lo a insignificacia pois ele ainda assim ele teve os seus louros.
Por exemplo, as chaves enochianas dele apesar de serem uma distorçao do enochiano parecem funcionar bastante bem.

Em relaçao ao Peter Caroll ser nao milionario nao posso afirmar com total certeza, mas digo isto porque li num próprio post dele e alguns outros lados, e da forma que ele falou pareceu se estar a referir a negócio paralelo a escrita dos livros.

Em relação a ciência e chaos magick, nao disse em algo momento que interpretaçoes cientificas do Peter Caroll eram verdade, nem falei especifica das interpretações de Peter Caroll até porque nem estou interessado em ler esses livros mais "tecnicos" dele como Apophenion, nem sou qualificado em fisica.
Muito pelo contrario, até falei no post que os caiostas ate procurarem justificar alguns dos seus pontos até com pseudo ciencia.
O ponto que eu queria enfatizar no post ao falar de "caoistas" tentarem procurar justificar a magia do chaos com ciência, é como disse em cima que estao a tentar desenvolver a sua abordagem continuamente e nao procuram ficar agarrados aos dogmas do passado.
Eles sao sobretudo flexiveis, é essa a palavra adequada.

Magia do chaos é magia subjectiva, voltada para o mundo do mago, é magia do microcosmo.
Ha um ponto onde macrocosmo e o microcosmo se encontram, e nesse aspecto ha alguma validade na magia do chaos.

Estas enganado há livros traduzidos em portugues de autores conhecidos, eu posso procurar e postar os links.


___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magia do chaos

Mensagem  soror00 em Sex Jun 17, 2011 11:50 pm

O la vey até pode ser pioneiro no uso de entidades ficcionais mas a chave que define a chaos magick é a mudança de paradigma. Ou seja, se nada é verdadeiro e tudo é permitido, os "caoistas" n se agarram a um unico sistema e mudam propositadamente de crenças dependendo do trabalho que planeiam fazer. Isso o La Vey não fazia, tinha uma filosofia e criou uma igreja à volta dela. Esta corrente foi um movimento que procurava libertar-se das regras e hierarquias da magia cerimonial pelo que não há práticas ou rituais especificos da chaos magick (embora se tenham criado alguns q referem o chaos posteriormente), mas há praticas que se tornaram mais comuns dentro da comunidade que a pratica (como o sigilo, a mais conhecida e o banimento pelo riso).
Trabalhar com os mitos de lovecraft e fazer adaptações aos sistemas que já existem é comum nos caoistas mas não é a definição da corrente.
Concordo quando dizes que as pessoas não estiveram propriamente à espera do aval do Carrol para começarem a explorar sistemas de magia mais pessoais (no caso do la vey a adaptar do enoquiano como referiste) mas isso é apenas criar um sistema novo e todos os sistemas têm que ser inventados a dada altura, não nascem do nada.
As chaves dele funcionam porque qualquer coisa feita correctamente vai funcionar, o que só prova que a teoria do chaos está certa e que cada um pode criar o seu próprio sistema, em vez de depender da magia "institucional".
Além disso não é condição da chaos magick acreditares que os espíritos são todos arquétipos, podem ser egregores com uma existência independente, que obtêm o seu poder através da crença e energia que as pessoas depositam neles (que é por exemplo, a minha opinião pessoal).
Penso que já tinha visto um dos liber do Carrol traduzidos na IOT ou TOPY brasileira (n me lembro bem) mas nunca consegui uma edição impressa em portugues, se houver mesmo em pdf agradecia os tais links.

Hail Eris!
albino
avatar
soror00
Aprendiz de Mestre
Aprendiz de Mestre

Feminino

Número de Mensagens : 135
Reputação : 11
Pontos : 164
Humor : worn out....
Localização : braga

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magia do chaos

Mensagem  Malux em Sab Jun 18, 2011 11:23 am

Então e tal como caiostas conseguiram quebrar parte do paradigma tradicional da magia tradicional, La Vey também quebrou parte do paradigma do satanismo tradicional.
O que o mais fez La Vey foi juntar diversos paradigmas, pois pegou nos demónios dos mais diversificados paradigmas pode apanhar e culturas totalmente diferentes e juntou-os num seu panteão infernal, exprimindo uma essencial infernal comum.
Penso que na magia do chaos embora na sua essência tenhas de ser flexivel, libertares-te de algumas regras mas nada te diz por exemplo que tens de mexer com entidades angelicais, quem dita as regras és tu e por isso é uma questão de gosto pessoal os vários paradigmas que escolhes trabalhar.

Epa isso não saberes inglês desculpa lá mas não dá com nada, para além de teres um acesso mais amplo e apreenderes mais facilmente conhecimentos ocultistas, também te poderá ajudar na vida professional.
Imagina que num futuro próximo portugal colapsa completamente, ai o inglês te daria uma grande ajuda para te amanhares no estrangeiro quando saltasses do navio que se está a afundar.
Eu conselho que te dou é começares a leres os livros inglês com ajuda de softwares tradutores como Power Translator, para ires apreendendo.
Assim quando deres por ti, já lês sozinho(a), sem ajuda das muletas dos tradutores.

Liber Null - Peter Caroll

Nota: tinha impressão que em inglês o livro era maior, secalhar não está completo

Caos Instaneo - Phil hune

Nota: Documento bem curto, apenas 20 páginas, mas vale apena ler.

Vários Textos Chaos traduzidos

Nota: Tens o Liber KKK traduzido, que é bom para desenvolveres a pratica.

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magia do chaos

Mensagem  soror00 em Sab Jun 18, 2011 1:40 pm

oh malux eu falo ingles fluente e esses livros ja eu os li todos no original há uns anos e outros tantos. Gostava de ter as ediçoes em portugues só pra variar um pouco.
O que nós temos é claramente uma diferença de opinião. Não te preocupes com a minha aprendizagem que eu cá me arranjo.

albino
avatar
soror00
Aprendiz de Mestre
Aprendiz de Mestre

Feminino

Número de Mensagens : 135
Reputação : 11
Pontos : 164
Humor : worn out....
Localização : braga

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Magia do chaos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum