Peixes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Peixes

Mensagem  DaemoniumMalledictum em Ter Jul 12, 2011 2:56 pm

Planetas[1]: Neptuno e Júpiter
Pedras: adulária e ametista
Cor: turquesa e cinzento
Plantas: nenúfar, castanheiro e vidoeiro
Metal: platina e estanho
Dia da semana: Quinta-Feira
Muito pessoal: os peixes
Elemento: Água
Género: Feminino


[1] Júpiter: Exagero e abundância mas também cooperação e construção no sentido mais amplo do termo. Tem uma grande influência em todo o trabalho que envolva aspectos corporativos, comércio internacional e representações. Júpiter é também um sinónimo de fraternidade e muitas vezes está associado ao factor sorte. É regente de Sagitário e co-regente de Peixes.
Neptuno: Espiritualidade, imaginação, transcendência ou, estando mal situado, fuga da realidade mesmo com recurso ao álcool e à droga. Regente de Peixes.


Este signo tem como símbolo a imagem de dois peixes. Diz a lenda que eles são delfins que salvaram Vénus e o seu filho Cupido, o Amor, da fúria do gigante Tifon. Diz outra lenda que eles são os delfins que levaram a formosa Anfitrite até aos braços do apaixonado Neptuno, deus dos Mares e dos Oceanos. E assim até hoje os delfins salvaram náufragos porque ainda se lembram dos tempos dos deuses. Peixes é o último signo - mas a roda do Zodíaco não pára de girar e em Peixes temos a génese de um novo ciclo. É por isso que os nativos de Peixes têm sempre um desejo de continuidade, de perpetuação; magoam-se facilmente e amam com intensidade; são mutáveis como a água e escondem afeições e rancores nas profundidades oceânicas da sua natureza sensível...

Os signos de Água - Caranguejo, Escorpião e Peixes - são governados por sentimentos fortes, o que os torna intensos e sensíveis. A pessoa que melhor entende as necessidades de um signo da Água é outro signo da Água; os outros podem interpretar as suas atitudes como falta de vontade para comunicar ou mesmo como temperamentalidade. Numa relação entre dois signos de Água, os sentimentos são de importância extrema. Podem ser exageradamente protectores entre si, criando uma união muito forte e carinhosa. Contudo, estes sentimentos podem produzir o efeito oposto, conduzindo a jogos que poderão destruir a relação. Os signos deste elemento distinguem-se pela sua grande carga afectiva e versatilidade, adaptando-se bem a qualquer tipo de circunstância.

O elemento Água arrefece, acalma e cura. Relaciona-se com os processos do corpo responsáveis pela filtração de impurezas e com os estados emocionais. Quando, numa carta, a Água é equilibrada por outros elementos, o indivíduo tem consciência dos seus sentimentos e usa de grande sensibilidade ao lidar com os sentimentos dos outros. Curiosamente, o elemento Água predomina nas cartas da maioria dos naturalistas e daqueles que trabalham com medicinas alternativas. Quando Água predomina, o indivíduo tem tendência para ficar à mercê das correntes emocionais. A nível físico, pode indicar que o corpo elimina constantemente venenos acumulados devido a hiper-sensibilidade ao stress diário. Pode existir uma tendência para a retenção de água, para o inchaço ou para a obesidade.

Os signos da Água têm tendência a serem passivos e românticos; anseiam por uma união abençoada, na qual se podem fundir. Estão em harmonia com os sentimentos dos outros mas, muitas vezes, sentem-se inseguros em relação àquilo que sentem, necessitando de um parceiro que retribua esse sentimento e o torne mais tangível. Os signos da Água podem enganar-se a si mesmos na expressão da sua energia sexual, muitas vezes confundindo desejo e amor porque precisam de ser importantes para os outros. A partilha de sentimentos é, para a maioria dos signos da Água, muito mais importante do que o contacto sexual, apesar dos Escorpiões serem uma notável excepção.

Peixes é regido por Neptuno, planeta da intuição, que os gregos adoravam como o deus da água. Altruísta por um lado e individualista por outro, Neptuno rege a sensibilidade, sendo o mais intuitivo e criativo de todos. Também é considerado como o planeta do caos na vida privada e afectiva. Influencia os sonhos e as visões e fomenta a caridade e a solidariedade.

Personalidades muito flexíveis e criativas, como o são os signos de Água, embora frequentemente passem por sérias contradições quando chega a altura de realizar os seus projectos, pois nem sempre chegam a conseguir finalizá-los. Carácter fechado, com uma grande carga afectiva.

Peixes e o refúgio da Branca de Neve - Esconder-se no bosque, fugindo da perversa madrasta e das suas aliadas e, quase sempre, a tentação que um Peixes tenta vencer. E isso acontece porque estes nativos passam a vida em busca de outro mundo porque no real não se sentem bem. Acabam por consegui-lo no misticismo ou a servir os outros. Isto, sempre que nunca se encontrem, como Branca de Neve, com a cabana dos sete alegres anões que a ajudaram a pôr-se a salvo das tramóias da bruxa.

Quando de pé, os piscianos têm por hábito cruzar as pernas, o que faz com se assemelhe à cauda de um peixe. Esta é uma influência directa do seu signo. A expressão do seu rosto tende a ser amável e aberta, excepto quando está preocupado com algum assunto de grande importância. Conseguem manter um semblante severo, mas a expressão dos olhos é amável, como se pedissem carinho. Se puderem, a sua maneira de vestir será ostensivamente extravagante. Gostam de vestir à sua maneira e jamais serão escravos da moda.

As descrições físicas dos diversos tipos de Peixes inspiram-se sempre na vida marinha. São, muitas vezes, difíceis de inserir em categorias físicas, já que tendem a confundir-se com o ambiente que os rodeia. Variam desde a inalcançável enguia até à imponente baleia. Foi dito que os Peixes parecem mudar de forma mesmo à nossa frente, reflectindo o estado de espírito que os rodeia. Sendo este o signo do camaleão, não será talvez surpreendente que tenham sido acusados de tentarem ser tudo para toda a gente. O rosto dos Peixes parece ser tão fluído como o corpo. Consegue ser imóvel e inexpressivo num momento, e no momento seguinte ser tumultuoso como as ondas do mar. Os olhos são melancólicos e podem ser salientes como os de um Peixe, ou serem grandes e redondos. Este é tradicionalmente um dos signos "femininos" do Zodíaco, o que pode dar às formas masculinas alguma delicadeza. Mas o homem Peixes que é capaz de integrar sensibilidade e compaixão no seu lado masculino pode irradiar um charme quase mítico. A típica mulher Peixes tem a imagem de uma princesa dos contos de fadas. A sua beleza é quase exagerada, com traços delicados e olhos sonhadores. E, apesar da sua aparência vulnerável, ela é muito senhora de si mesma; atrás do ar etéreo, esconde-se uma mulher insondável. IDENTIFICAR UM PEIXES - Um rosto cheio e redondo, com maçãs do rosto largas e uma testa baixa, pertence ao Peixes típico. A boca pode ser redonda e cheia, ou fina e irregular.

Peixes está no princípio, pois representa a gestação no útero materno antes do nascimento, altura em que se rompe a unidade primordial. E está também no final, quando se recupera essa unidade primordial (agora consciente) através do chamado desenvolvimento espiritual. Este desenvolvimento implica a mudança e percepção do mundo que se obtém depois da reunificação dos dois hemisférios cerebrais que representa Aquário. Desenvolve-se, então, a consciência transcendente no campo da consciência no qual já não somos seres isolados mas fazendo parte (conservando a nossa individualidade) de um conjunto coerente, inter-relacionado.

Peixes tem sempre um pé neste mundo e outro mais além. Consciente ou inconscientemente, é receptivo ao seu símbolo, preocupando-se e sacrificando-se pelos demais, pelo que consegue ser muito caridoso, religioso e mágico. É também muito sentimental e sensível e, com frequência, acaba incompreendido e isolado num mundo como o nosso, no qual impera a competitividade. Indolente e pouco ambicioso para si mesmo é, no entanto, capaz de lutar sem nunca se cansar pelos outros. É sonhador, contemplativo, místico e supersticioso. Em algumas ocasiões é igualmente um pouco falso, pouco coerente e consequente consigo mesmo. Muitas vezes assume a imagem que lhe queremos dar, pois não sabe muito bem quem é, dado que está longe da realidade quotidiana.

Este signo está representado pela imagem de Cristo e pela de Albert Schweizer, para apresentar apenas dois exemplos. Pela imagem da peça que se sacrifica para ganhar uma batalha. São, como disse Jesus Cristo, o sal da vida, ainda que muitas vezes nem eles mesmos tenham consciência disso ou acreditem. Mas é um sal que não é deste mundo e, portanto, torna-se difícil de o perceber para os comuns mortais. Mas sem os Peixes que cada um de nós tem dentro de si próprio, em maior em menor medida, já há muito que nos teríamos comido e destruído uns aos outros. É o mundo mágico e a aspiração à qual é possível aceder através do trabalho interior. Representa todo o tipo de reclusão ou interiorização.

Peixes está demasiado dependente dos outros. E se não desenvolveu bem a sua própria individualidade pode perder-se na esquizofrenia das seitas (até ao auto-sacríficio sem sentido). Este é o seu grande risco e o de todos nós na nossa maturidade como seres humanos. Primeiro há que desenvolver a própria identidade e logo deixá-la morrer, abandonar o ego - o que melhor nos caracteriza e o que presumimos - para chegar ao desenvolvimento da consciência colectiva. Isto pode falhar neste signo porque pressupõe o confronto, a competitividade e a diferenciação. Aceder ao espírito sem desenvolver o ego e transcendê-lo depois é ir direito à esquizofrenia messiânica.

A personalidade de Peixes é a menos materialista do Zodíaco. É o poeta, o sonhador ou o místico, que adora ser transportado para longe da realidade mundana da vida quotidiana. Se o Peixes se encontra preso em algum lugar, vítima das circunstâncias, procura uma compensação no seu mundo interior.

LADO POSITIVO - Peixes é compassivo e compreensivo, e não suporta ver um ser humano sofrer. De facto, preocupa-se profundamente com as outras pessoas, já que não tem um sentimento forte de separação e individualidade. Peixes é um signo intuitivo, que pode receber muita inspiração do além. Os nativos deste signo são os médiuns e místicos naturais do Zodíaco, conseguindo comunicar as suas visões interiores através da arte ou da ciência. O Peixes pode dedicar-se a uma causa ao ponto de sacrificar a sua identidade, sendo capaz de um amor verdadeiramente incondicional pelos outros.

LADO NEGATIVO - A personalidade do Peixes tem múltiplas sub-personalidades, prontas a tornarem-se dominantes a qualquer momento. Estas personalidades incluem a vítima, o mártir e o salvador; e uma vez que o Peixes adopta um destes padrões, pode ser muito difícil para as outras pessoas envolvidas, pois o Peixes é capaz de sofrer, e fazer sofrer quando entra numa fase carregada de sentimentos de culpa. O outro aspecto negativo do Peixes diz respeito à confusão que se mistura com a sua verdade - os outros signos, mais pragmáticos, chamam-lhe mentiras.

Os pés e os seus dedos são fonte de muita ansiedade. Isto não será talvez surpreendente, pois, simbolicamente, são os pés que mantêm este signo ligado à terra. O Peixes considera terapêutico "sentir o chão" sob si, ao andar ocasionalmente descalço, ou ao usar a massagem e a reflexologia para aliviar a tensão. A sensibilidade de Peixes é tão intensa que facilmente se influencia pelos ambientes. Quando toma conta de doentes, por exemplo, o Peixes reflecte em si os sintomas do próprio doente. Tem, de facto, dificuldade em definir a fronteira entre a realidade e a ficção. Em circunstâncias difíceis, especialmente em relações íntimas, isto pode conduzir a uma tendência para se abstrair da realidade, através da bebida ou de drogas. Para além dos males óbvios para a saúde, estas evasões podem diluir ainda mais o fraco domínio da identidade, originando uma profunda depressão. Com uma tendência para a viciação, o Peixes deve evitar analgésicos e tranquilizantes, substituindo-os, sempre que possível por remédios naturais. O símbolo deste signo apresenta dois peixes a nadar em direcções opostas. O Peixes pode ser tão caprichoso ao ponto de gastar as suas energias nos planos com que sonha, e no fim, pode, muitas vezes, nem saber para que lado está voltado. Peixes governa igualmente os pés: e realmente necessita muitas vezes de se sentir seguro com os pés na terra e na sua própria pele. Qualquer técnica de massagem servirá, mas a mais particularmente adequada será a reflexologia, que trabalha os pés.

Os signos influenciados pela Água dão ao dinheiro a importância de uma ferramenta. Sabem ganhá-lo, mas também gastá-lo com a mesma facilidade. Os Peixes têm habilidade intuitiva para ganhar dinheiro de forma criativa, a que por vezes falta um certo cunho prático.

Os Peixes empenham-se em resolver os problemas das outras pessoas. Meros problemas financeiros não merecem a sua atenção, mesmo quando o risco de falta de provimento, por exemplo, é potencialmente sério. "Eu sonho", declaram os nativos de Peixes; mas as suas finanças oscilam, por vezes, com resultados desastrosos. É difícil avaliar a atitude dos Peixes em relação ao dinheiro, já que aqueles que nasceram sob este signo se sentem muitas vezes confusos perante o seu uso e valor. Isto acontece porque se recusam a aceitar restrições básicas como tempo e espaço, ou "meu" e "teu". Para eles, tudo é relativo. Apesar de poderem sentir-se tentados, como toda a gente, pelos encantos da ganância, do poder ou da ambição, estes não os seduzem verdadeiramente: no fundo, ter dinheiro é irrelevante, a menos que esse dinheiro concretize uma fantasia pessoal. Mas é a fantasia que lhes interessa, não o dinheiro, o poder ou o estatuto. Por outro lado, a imaginação dos Peixes pode ser ilimitada: se lhe dermos curso livre, faz com que tudo seja possível. Os Peixes podem ser, de facto, muito astutos em ganhar dinheiro, criando mesmo uma habituação a ele. A reputação que os Peixes têm de serem incorrigíveis com o dinheiro deve-se, em parte, à incapacidade compreenderem este aspecto da sua natureza. Quando são enganados, isso acontece mais por o aceitarem como uma fatalidade do que por serem ingénuos. Os Peixes podem perder dinheiro, mas ninguém poder roubar os seus sonhos.

O Peixes pode, por vezes, perder o seu sentido de razoabilidade e embrenhar-se totalmente nos assuntos que tem de tratar. A menos que tenha cuidado, a sua família pode achar que, por se preocupar tanto, o membro de Peixes encarregar-se-á de todas as tarefas chatas e de todos os problemas familiares, reservando pouco tempo para si próprio. Ocasionalmente, o Peixes gosta de se isolar do mundo exterior, mas compreende que uma sólida base caseira para onde possa regressar é essencial. Por se entregar de corpo inteiro às pessoas e a projectos, sente necessidade de poder estar num local calmo e privado onde possa contemplar e recuperar as forças antes de recomeçar. Geralmente adora a casa e pode ser bastante prático nos assuntos caseiros, mas corre o perigo de sacrificar as suas próprias necessidades em favor de pessoas mais importantes, que o rodeiam. Tem pouca noção do valor real do dinheiro e, por isso, gasta em coisas para a casa sem primeiro verificar o seu saldo bancário. A casa do Peixes tende a ser extremamente desorganizada, mas muitas vezes podem conter curiosos tesouros, como por exemplo livros preciosos, recolhidos durante anos. A flexibilidade é o atributo chave que a casa do Peixes deverá possuir, pois este signo é incansável, sentindo-se responsável por quase toda a gente que conhece e empenhando-se a fundo para ajudá-las necessitando, por isso, de bastante tempo para recuperar. O ambiente caseiro deste signo deve ser, por isso, tranquilo.

O pai Peixes pode ser muito esquivo, mas se dedicar aos seus filhos tempo suficiente conseguirá comunicar-lhes um profundo amor pela música, pela arte e pela poesia. Os contos de fadas são um meio excelente a que a mãe Peixes recorre para entreter os filhos e partilhar com eles o rico mundo imaginativo em que vive, ao mesmo tempo que lhes apresenta novas ideias. Peixes é um signo emotivo; os ternos pais Peixes são sensíveis e preocupam-se com os problemas dos filhos - desde que estes se situem no seu comprimento de onda, entenda-se. Os pais Peixes, infelizmente, têm muita dificuldade em compreender que os seus filhos possam ser diferentes deles. Mesmo quando acabam por reconhecer estas diferenças, podem vir a tratar dos filhos mais como estranhos do que como parentes no seio da família. Se a criança é intelectual ou pragmática, interagindo com o mundo através da mente e não do coração, então os seus pais Peixes têm com ela pouco em comum. Para as crianças que vêem o mundo como os Peixes, contudo, os imaginativos pais Peixes podem revelar um fascinante país das maravilhas. Os nativos de Peixes têm muita dificuldade em impôr a disciplina, facto que as crianças mais rebeldes rapidamente aprendem a manipular em seu proveito. Isto significa que os filhos de pais Peixes podem ser mimados e habituados a levarem a sua vontade avante. Como pais, os Peixes fazem muitas vezes de mártires: a frase "Depois de tudo o que eu fiz por ti" terá sido certamente inventada por um nativo deste signo.

Os Peixes possuem uma sensibilidade quase anormal, que lhes permite sentir simultaneamente muitos aspectos diferentes da realidade. Isto pode, em certas alturas, levar ao caos, mas pode igualmente ser inspirador. A devoção ao trabalho significa que são capazes de oferecer aos outros uma qualidade de serviço ímpar. Os Peixes podem, por vezes, ter dificuldade em descobrir uma direcção a seguir na sua vida. Com um temperamento tão variável como os sete mares e uma natural hipersensibilidade à atmosfera, este signo da Água é fortemente influenciado pelos pensamentos e sentimentos dos outros. A empatia é instintiva nos Peixes e a compaixão é, para eles, uma segunda natureza. Esta profunda compaixão combina-se também com uma imaginação tão rica que as suas fantasias são muitas vezes sentidas como reais. De facto, os Peixes são autênticos camaleões humanos, com uma enorme leque de potencialidades e personalidades. Para fortalecerem a sua confiança e para utilizarem de forma construtiva as suas sensibilidades, os Peixes tentam escolher com cuidado a sua carreira. Uma profissão barulhenta e cheia de regras seria totalmente desadequada e contraproducente. Os nativos deste signo muitas vezes escolhem instintivamente profissões que se ligam ao bem-estar das outras pessoas. A sua capacidade interpretativa pode igualmente exprimir-se em campos artísticos como a fotografia, a música e o teatro. O patrão-Peixes é geralmente um brilhante estratego, instintivamente em sintonia com as motivações dos outros. O empregado-Peixes, por outro lado, será muito dedicado e devotado se realmente acreditar no valor do seu trabalho.

As suas férias ideais consistem em vaguear sem destino fixo pelo deserto ou pelas pequenas ilhas do Mediterrâneo. Adaptam-se perfeitamente a qualquer situação desde que não percam o sentimento de segurança de que tanto necessitam. Os locais exóticos, capazes de excitar a sua imaginação, serão os seus preferidos.

Os Peixes querem experimentar tudo o que encontram, o que pode resultar em desilusões devido à sua credulidade. Devem certificar-se que não estão a ser enganados pelas pessoas, ou correm o risco de chegar ao seu destino e verificar que não era bem aquilo que esperavam. Como seria de espera da natureza mutável deste signo da Água, a vida é para os Peixes uma constante viagem, variável como o mar. Para alguns Peixes, uma viagem é um meio de escapar às atemorizantes complicações do dia-a-dia: para outros, é uma espécie de peregrinação, já que podem sentir uma forte necessidade de captar a essência espiritual de um local. Os Peixes não são esquisitos com o meio de transporte, apesar de não verem muito encanto em voar: a água e o Ar têm pouco em comum. As férias são, para o Peixes, apenas mais um momento da viagem que é a vida. Mas alguns, para arrumar e compreender as suas experiências e os seus sentimentos, podem sentir a necessidade de ir mais longe. Uma casa no campo, num local sossegado, é o ambiente adequada para as férias de um nativo deste signo. Os Peixes são provavelmente o signo mais atraído por lugares perto da água. Para eles, uma férias à beira-rio ou à beira-mar seriam ideais: velejar em redor de ilhas tranquilas, ou ir pescar num lago. Preferem umas férias calmas e relaxantes, num local remoto, mais do que umas semanas cheias de actividade numa estância apinhada de turistas.

Este é um dos signos que quando se apaixona se entrega completamente. Embora, na verdade, isso não os impeça de voltarem a apaixonar-se dez minutos depois por uma pessoa completamente diferente, nem de, evidentemente, se entregarem com a mesma intensidade. A sua sensibilidade e a sua necessidade de afecto predispõem-nos a todo o tipo de romances, dos quais nem sempre se saem bem. São atraídos pelo mistério e por tudo aquilo que pareça esconder algum segredo ou que seja inacessível ao comum dos mortais. Por isso, e se não têm cuidado, podem envolver-se em mais de uma história mórbida. Claro que isto é apenas uma das possibilidades que se apresentam aos Peixes. A sua complexa personalidade encerra muitos aspectos obscuros e contraditórios. Do mesmo modo que pode ser uma pessoa bondosa, sempre atenta às necessidades do seu parceiro e incapaz de lhe fazer mal, é um conquistador nato, mas sem maldade. De qualquer forma, este signo destaca-se sempre pela sua imaginação, que tende a idealizar as pessoas e as relações com o perigo consequente. Outro aspecto importante é a falta de segurança em si mesmos, que pode prejudicar em grande medida a sua vida sentimental.

Quando estão apaixonados os Peixes enchem-se de aspirações. Frequentemente em busca de uma vida espiritual com o seu parceiro. O signo mais idealista, romântico e nervoso, os Peixes apenas se sentem realizados quando se libertam no amor. Ser amado é fundamental para o seu bem-estar. São companheiros devotados e cheios de compaixão. Muito sensíveis e com bom coração, os Peixes rejubilam com relações intensas. Infelizmente magoam-se tão facilmente que muitas vezes saem de uma relação bastante feridos, vendo os seus sonhos destruídos. Muitos deles vêem as pessoas amadas de uma forma muito idealizada, recusando-se a admitir que o seu amante é tão somente humano. Consequentemente, muitas vezes fecham os olhos às transgressões que provocaram os signos mais terra-a-terra. Alguns Peixes transformam-se em vítimas voluntárias em relações destrutivas, sem o perceberem. Contudo, se se relacionarem com alguém demasiado realista e incapaz de estimular a imaginação fértil, podem desviar-se involuntariamente para um mundo verdadeiramente enfadonho. As relações amorosas são para os Peixes a essência do romance. Adoram escapar da rotina do dia-a-dia para o mundo dos sonhos. Provavelmente, o único momento em que serão infiéis será na sua imaginação, pois têm a capacidade de fantasiar sobre relações dramáticas que não existem na realidade.

Os Peixes estão, no amor, completamente perdidos no seu mundo de sonho. Muitas vezes vêem o amor e o sexo como uma e a mesma coisa, o que pode transformar os seus sonhos em pesadelos se descobrirem que os seus companheiros "perfeitos" não são exactamente o que eles pensaram, tendo uma série de defeitos e hábitos irritantes. Os parceiros sexuais dos Peixes podem sentir que a sua relação satisfaz todas as suas necessidades. Os Peixes são amantes poéticos e líricos, profundamente intuitivos e em sintonia com os desejos dos seus companheiros. Os Peixes, devido ao seu feitio "aéreo", têm muitas vezes uma habilidade especial para escolher parceiros pouco adequados. Encontram muitas vezes pessoas que parecem estar em baixo e que precisam de quem tome conta delas; sendo os "bons samaritanos" do Zodíaco, avançam com a firme crença de poderem ser úteis, seja qual for o problema. Infelizmente para os Peixes, no entanto, podem começar como salvadores e acabarem como vítimas. Têm também alguma dificuldade em desligarem-se de uma relação. O que os Peixes mais apreciam numa relação sexual é a possibilidade de se fundirem com outro ser humano, tanto física como mentalmente. São os mais sonhadores dos signos da Água e precisam de um parceiro para canalizarem a sua energia emocional. Contudo, podem, por vezes, ficar tão emocionalmente envolvidos com os seus companheiros que perdem o controlo sobre si mesmos. Este facto pode baralhar os seus parceiros que ficam sem saber o que, de facto, os Peixes querem.

O homem Peixes é muito espiritual e sensível, está sempre disposto a ajudar os outros quando isso é necessário. Ao deixar-se influenciar com alguma facilidade pelo ambiente que o rodeia, esse facto pode causar-lhe alguns problemas, já que o leva a mudar de opinião e sentimentos com muita frequência. O homem deste signo possui, ainda, uma grande vocação para todo o tipo de artes.

A mulher Peixes possui, tal como o homem e de igual modo, uma enorme sensibilidade que em algumas ocasiões a leva a encerrar-se no seu próprio mundo para fugir ao que se passa fora dele. Sonhadora e imaginativa, possui as virtudes mais puras de todo o Zodíaco. De carácter terno, pacífico, afectivo e por vezes tímido, deve evitar cair em depressão, para a qual costuma ter tendência.


O que lhe ensinam os outros signos:

Carneiro - decisão, autonomia, independência e identidade própria.
Touro - a necessidade de conservar um laço de identidade, para não se perder em fantasias.
Gémeos - a conviver com muita gente sem se ver envolvido pelas emoções alheias.
Caranguejo - a valorizar e a ter em conta a família.
Leão - é o seu mestre de autenticidade individual; ensina-o a valorizar-se.
Virgem - a ser mais coerente e a não criar um mundo falso e ilusório.
Balança - a manipular e a dispor dos outros sem magoá-los.
Escorpião - a feroz luta necessária para conseguir um ego. Algo doloroso que o transforma na pessoa que pode ser.
Sagitário - um optimismo que pode aplicar ao espírito e à preocupação com os outros.
Capricórnio - a não se dissolver nos seus principais defeitos: apatia, preguiça…
Aquário - que se pode ser um indivíduo e ao mesmo tempo viver e respeitar o colectivo.
Peixes - ou são um desastre ou magníficos colaboradores para atenuar as desgraças alheias.


O que Peixes ensina aos outros signos:

Carneiro - traz-lhe sensibilidade se tiverem o mesmo carácter. Pode ser uma união positiva para ambos.
Touro - mostra-lhe a flexibilidade e a adaptação.
Gémeos - dão-lhes a chave para superar os seus conflitos neuróticos.
Caranguejo - a olhar mais para além de si, às necessidades de outras pessoas e povos.
Leão - é o seu grande mestre espiritual.
Virgem - o mundo emocional dos nativos de Peixes opõe-se ao mundo racional dos nativos de Virgem, mas juntos podem aprender coisas positivas.
Balança - a prestar auxílio aos outros, a melhorar ou aliviar o feio e o doente, em vez de o repelir.
Escorpião - ensinam a fazer desaparecer o lado obscuro e negativo da vida mediante uma entrega para que o possa redimir e integrar.
Sagitário - dá-lhe a oportunidade de incorporar a sensibilidade que transmite o conhecimento profundo.
Capricórnio - que não se pode estar sempre à defesa e que às vezes é preciso deixar-se levar.
Aquário - a experiência íntima necessária para levar a cabo as suas ideias.
Peixes - ou são um desastre ou um magníficos colaboradores para atenuar as desgraças alheias.




___________________________________
avatar
DaemoniumMalledictum
Serpentis Ovi
Serpentis Ovi

Sócio de Ouro - OMI
Feminino

Número de Mensagens : 229
Reputação : 46
Pontos : 2878
Humor : needing space to think...revolution is coming | Aftertime
Localização : Lisboa

http://dflaviamsantos.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum