Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malux em Dom Nov 28, 2010 2:57 pm

Pentagrama

Paracelso um dos maiores dos iniciados que já existiu, proclama o pentagrama
como o maior e mais poderoso de todos signos.



O pentagrama existiu incontávelmente por milhares de anos,
datando primeiramente acerca de 3500 AC. onde foi usado na Mesopotâmia onde
foi usado (ao menos mais tarde) pelas tradições como um símbolo da potência
dos quatro cantos do mundo conhecido.

O pentagrama é associado as escolas pitagóricas, que adoptaram o pentagrama
como símbolo distintivo da sua comunidade.
É importante relembrar que Pitágoras também era um iniciado e praticante
de magia.
As essas escolas devem alguns dos maiores estudos correspondentes a geometria
sagradas.
NOTA: O pentagrama é símbolo feita com base na mesma proporção áurea
que também encontra presente no nosso ADN, e a base do seu simbolismo se
encontra no número 5.

Para trabalhar com plano mental sendo abstracto como ele é, muitas vezes faz-se uso de proporções geométricas e numéricas, sendo que esta a razão por terem sido criadas tantas figuras geométricas e serem feitos vários desenvolvimentos numéricos na ocultismo.

NOTA: O facto dos maçons fazerem
alusão a arquitectura, geometria, compassos e esquadros também não é uma
mera coincidência.

O pentagrama é a estrela flamejante dos herméticos(nome dado pelo
Cornélio Agrippa ), cujas cinco pontas
correspondem á cabeça e aos quatro membros do Homem.



A estrela alegórica que os Reis magos seguiram que os guiou a figura que une
o microcosmo ao macrocosmo, é um dos indícios que confirma as
origens cabalísticas do Cristianismo.

O Templários também tinham o Pentagrama como seu símbolo, a maior prova
disso é os pentagramas inscritos nas fachadas de templo, castelos e igrejas
da ordem.
Uma representação muito significativa aparece nas paredes externas na Igreja
da Santa Maria do Olival, Tomar, em Portugal.


O pentagrama é conhecido como a estrela do microcosmo, enquanto o hexagrama
é a estrela do macrocosmo.


Ele é o domínio do espírito sobre a matéria, da inteligência sobre instintos
, da mente sobre o corpo.

Como membros executam o que a cabeça comanda, ele é o símbolo da vontade
soberana.
Cada uma das quatro pontas inferiores correspondem aos membros e aos
quatro elementos (terra, ar, água e fogo).
A ponta de cima corresponde ao elemento espírito ou akasha.



Na Golden Dawn a simbologia do pentagrama é usada constantemente.
Traçado em sentido horário é construir ou invocar, traçado no sentido
anti-horário é para destruir ou banir.
Como todos rituais da Golden Dawn são orientados ao balanceamento e equilíbrio,
invocasse os elementos na sua forma pura para propósitos puros,
e banimos os elementos na sua impura que conduz a desarmonia.

Os elementos só por si não têm propósito ou são guiados por uma cabeça, não
pertencem ao bem ou ao mal.
É o intento dirigido pela vontade, representada pela ponta isolada do
pentagrama, que lhes dá sentido e vida própria.

Pensem por exemplo nas características solidez e fixação do elemento Terra.
Essas características tanto podem ser usadas para nosso favor, como
para nosso prejuízo.
Se uma pessoa se encontra solidificada, fixada e presa como uma raiz aos seus
vícios é um mau uso do elemento Terra contrária a vontade do indivíduo.

Mas primeiro de tudo que temos de fazer um esboço que distingue o que é a
verdadeira vontade.
A nossa verdadeira vontade é reagida pela nossa missão pessoal e progresso
espiritual. Não se deve confundir vontade com caprichos.
Uma pessoa pode caprichosamente querer uma coisa, mas não nem sempre
o queremos corresponde ao que precisamos ou ao que é melhor para nós.
Devemos primeiro de tudo procurar o auto conhecimento.

Ja o famoso filosofo Sócrates leu no oráculo de Delphos a seguinte frase:
"Oh Homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás o Universo e os deuses”.

NOTA: Por curiosidade é sabido que Sócrates afirmava com entidade superior,
um Daemon. Se quiserem pesquisem sobre isso.

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malux em Dom Nov 28, 2010 3:01 pm

Pentagrama Invertido




Ora o contrário de uma coisa boa que leva ao progresso e evolução, é por definição é uma coisa má que leva a involução e degradação.

No pentagrama com a ponta isolada voltada para baixo, se inscreve a figura de um homem, com a cabeça para baixo, ou a de uma cabeça de bode, representado,
em ambos os casos, os atributos da materialidade de animalidade; é o triunfo
da matéria sobre o espírito.


Quando o pentagrama têm a ponta apontada para cima, ele atrai influências celestiais, que, por seu poder "mágico" virão em auxilio do mago.
Quando ele têm a ponta virada para baixo, ele atrai as influências maléficas.

La Vey o fundador da igreja de satânas, adoptou o pentagrama invertido como
símbolo da sua igreja.

La Vey diz que se inspirou alguns dos conceitos nos escritos do famoso mago
Aleister Crowley, mas notasse claramente que ele não compreendeu o que
significada a verdadeira vontade.

Ele defende por exemplo a vingança não apenas por um ideal superior como
a justiça, mas apenas por caprichoso porque a entende como um meio de gratificação instantânea e defende que é um comportamento natural no reino animal.
Também é natural o comportamento de canibalismo em certos animais, mas não é por isso que o fazemos.
Ora nós todos temos uma parte animal dentro de nós isso é facto, mas para além disso também temos uma essência espiritual.
O livro abri rio dos animais é praticamente nulo porque eles estão confinados
a fazer apenas o que o instinto lhes dita, enquanto os seres humanos têm opção de seguir ou não o instinto.
Ora por vezes é sábio seguir o instinto animal mas não é sempre,
nós temos apenas natureza animal no nosso ser, mas também temos natureza humana
que é própria da nossa espécie e é mais abrangente.
Nós temos por exemplo poder do intelecto para construir coisas que jamais
o animais não racionais poderiam fazer, e isto tanto pode ser uma bênção como uma
maldição.
Costumasse dizer quanto maior o poder, maior a responsabilidade e isto
aplicasse bem aqui.
É certo que com as nossas qualidades únicas podemos provocar mais mal na terra
do qualquer outra criatura seja através de guerras ou outra coisa qualquer.
No entanto, imaginem como o mundo seria maravilhoso para os animais e para nós,
se a espécie humana se unisse e utiliza todo o seu potencial para
propósitos benéficos.

Certamente que o programa invertido pode ser muito útil para magia negra
e trabalhar com entidades infernais (ou melhor tornasse escravo delas),
mas não podemos esquecer que todo mal desproporcionado que fizéssemos a uma
pessoa também volta para nós.
Usar o pentagrama invertido é entregasse ao diabo (não entendam literalmente
por favor), vender a alma (relacionado com livre arbítrio) por poder.
É tornasse uma causa segunda e ficar a condução cega de forças materialistas.







___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Matilde em Qua Dez 01, 2010 10:49 pm

Olá,
Obrigada pela informação Malux! Pensei que fosses iniciado Razz
avatar
Matilde
Aprendiz de Mestre
Aprendiz de Mestre

Feminino

Número de Mensagens : 103
Reputação : 2
Pontos : 181
Humor : A pureza de coração é inseparável da simplicidade e da humildade.
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malignum em Seg Jan 03, 2011 5:21 pm

Saudações Malux,
Mais uma vez agradeço o seu post.

Após a leitura concluí que realmente a experiência do individuo é fulcral para tecer opiniões.

Na 1ª parte estamos em total acordo, agradeço o facto de enriquecer com saber livresco os utilizadores do nosso fórum através do seu habitual apanhado de informação sumariado.

Todavia, a 2ª parte do seu post vale tanto como aquela sua infeliz afirmação num video-post "(...) os bófias são uns balofos e não fazem népia".

Acho muito bem o facto de sumariar vários aspectos sobre determinado assunto, mas falar da church of Satan e de lavey é um pouco forçado.

Eu utilizo o pentagrama invertido à 10 anos seguidos e não vendi a alma a ninguém (nem a perdi), tenho (e sempre tive) total controlo sobre o meu corpo e mente, e sim, essas entidades "infernais" estão comigo desde o princípio, não sou escravo de ninguém.

Como costuma fazer um apanhado de saber livresco deixo-lhe esta nota:

- A Filosofia afirma que o individuo nunca é livre, pois basta este pensar que o é para já não o ser, tornando-se prisioneiro da ideia de ser livre (ou escravo como preferir).

Para mim isto vale o que vale, vale tanto como a minha ou a sua opinião sobre o assunto.

Trocando isto por miúdos:
Filosofia Humana < Filosofia Hemoniana

Talvez pelo facto de eu atribuir importância às experiências empíricas, essas tão "tenebrosas" e "maléficas" entidades como você as descreve sempre me advertiram para esse facto de quando se pratica o mal sem ter razão para o fazer.

De certo que esta minha inclinação natural para descobrir o mundo por mim e não pelas opiniões alheias fez com que não me afastasse de tais entidades, pois as entidades que descobri por mim fogem a 666 pés das descrições/opiniões dos inúmeros filósofos; estudiosos; demonólogos e charlatães que chegaram a nós pela mão da História.

Obviamente que a prática do mal gratuito implica isso mesmo, para além de manchar o Karma recebemos o produto do que enviamos.
Agora agir malevolamente quando se tem razão não conheço nenhum impedimento a não ser a consciência do(s) operante(s), pois apenas estaremos a devolver o mal que nos enviaram.

Claramente o Malux "é contra" o pentagrama invertido, mas podia ter referido outras situações para além do cariz simbólico atribuído por mentes eclesiásticas ou que "estejam lá perto". Por exemplo, podia ter referido que ao contrário do pentagrama com o vértice para cima toda a energia e influências cósmicas geradas no altar/mesa de trabalho vêm para o mago e não para se dispersarem na imensidão do cosmos.

Existem trabalhos como por exemplo, melhorar o estado de saúde do operante, pode-se perfeitamente usar o pentagrama invertido nesta situação.

Não digo que o pentagrama com o vértice para cima não iria funcionar, aliás, existem mais formas de levar a cabo este trabalho com sucesso, até mesmo sem recorrer a símbolos descobertos pela Humanidade!

Não sei se no passado já esteve com as entidades referidas, pois não deixou claro...
Se não teve qualquer experiência por si e baseia-se apenas nas letras de outros... Enfim...
Volto a referir que o saber livresco é necessário, porém acredito piamente que não deve ser o único meio passível de estudo.
Ler é uma coisa, "sentir na pele" é outra.
Mais uma vez agradeço os seus posts, é positivo o que deles resultam e "a falar é que agente se entende".

"Are we negociating?
Always..."
Há que ser bom negociante, senão fica-se a perder Cool

Cumprimentos,
Gada Hamun!

avatar
Malignum
Magistral
Magistral

Mérito Mensal |

Masculino

Número de Mensagens : 698
Reputação : 70
Pontos : 1128
Humor : Do melhor (segundo opiniões)
Localização : Sintra

http://www.fomi.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malux em Qua Jan 05, 2011 4:08 pm

Olá,
"Todavia, a 2ª parte do seu post vale tanto como aquela sua infeliz afirmação num video-post "(...)
os bófias são uns balofos e não fazem népia".
" - Talvez tenha sido infeliz, mas eu não reclamo ser perfeito, estou longe de ser perfeito e nem quero ser perfeito, basta-me no geral ser bom.

"Acho muito bem o facto de sumariar vários aspectos sobre determinado assunto, mas falar da church of Satan e de lavey é um pouco forçado."
- Mas desde de quando falar da igreja de Satan e de lavey é forçado, não foi provavelmente ele o maior divulgador do pentagrama invertido para as Massas?
Eu próprio respondo - sim sem dúvida!
Provavelmente se ele não tivesse tornado o pentagrama como símbolo da igreja de satan, metade dos que estão aqui não teriam conhecimento do símbolo do pentagrama invertido.

Agora vou reformular a minha opinião se me permitem.
A minha reformulação é a seguinte: tudo têm as suas duas polaridades, e o pentagrama com a ponta para cima pode ser tão perigoso como o pentagrama invertido.

Eu sei que talvez haja algumas pessoas aqui que vão odiar eu fazer referência a árvore da vida novamente, mas vou fazê-lo porque é o melhor esquema para referenciar os diferentes aspectos do macrocosmo e microcosmo que conheço.



Estão a ver a linha amarela? Na cabala chama-se o véu, para cima do véu habita o reino do espírito, o reino universal, o reino de Deus, aquilo que é comum a todas entidades da Terra.
Para baixo do véu habita o reino individual, da alma humana, e da personalidade humana .

Mais perto de Deus, Kether, estão as ditas entidades angelicais da Bíblia,
Mais perto de Yesod, estão as ditas entidades infernais.
Yesod é o reino da Lua, dos instintos animais e do subconsciente.

Na minha visão tantos as entidades angelicais como as infernais não são puramente boas ou más, isto é, cada uma tanto pode ser benéfica como prejudicial.

No entanto, ainda assim são diferentes. Quando é uma dessas entidades é benéfica ou maléfica para nós, é num sentido diferente.

Os anjos da Bíblia parecem robozinhos sem liberdade individual, que seguem cegamente os mandamentos do criador para o bem universal.
Até há filme chamado Legião, que retrata isso.
Nesse filme Deus revolta-se com a humanidade e quer destrui-la, e manda os anjos para fazê-lo. O arcanjo Michael retira literalmente uma coleira, rebela-se e tenta salvar os humanos.
Os perigos dos anjos em estares demasiado perto dos anjos é tornares-te mais como eles, esqueceres os teus interesses individuais e tornares alguém demasiado espiritual.

O perigo das entidades infernais é que ao estares demasiado perto deles de te tornares mais como eles. É enterrares-te nos teus interesses egoístas, seres guiados pelos instintos animais e esqueceres os outros.

Se tu acreditas que as entidades infernais são uns “anjinhos”, perfeitinhos, e que não te podem fazer mal de nenhuma forma é contigo, eu não acredito.
Basicamente para mim essas pessoas que tratam as entidades infernais e os valores que representam como “anjos” estão a criar outra igreja católica ao ver as coisas por extremos desequilibrados, despolarizados e isso para mim é aberrante

Eu acredito que o teu propósito individual, pode ser unido a um propósito universal.
Para mim as entidades mais sábias circulam mais por volta de Tiferet, o Sol, o equilíbrio. São entidades que vão buscar as energias tanto de Kether como Malkuth, tanto de Geburah como Chesed,

Se tu fores procurar em grimórios medievais ou outros, as ditas entidades infernais duvido que elas sejam todas tão equilibradas assim, há sempre pelos menos uma maça bastante podre no meio da cesta.

Não acredito, que em 10 anos tu não encontraste nenhum perigo, até mesmo se eles não apresentam nenhum perigo, suponho que podes contacta-las sem qualquer forma de protecção.

Numa das formas de protecção tradicional faz-se uso de nome Divinos e do poder dos arcanjos para protecção para contrastar com natureza dos espíritos demónicos mas suponho que não faças nada disso.
,
Eu já contactei entidades demoníacas, senti a energia deles, o modo como agiam, quando dei por mim um dia vi-me num mundo caótico, mas acho que fui o sábio suficiente para saber quando parar. Umas vezes corre bem, outras vezes correm mal.
Muitos dos maiores ocultistas, acabaram destruídos por não saberem onde parar, por não conhecerem os seus limites.e do mundo.
Eu cada vez menos sinto a necessidade de evocar entidades de qualquer genéro, vejo-me no caminho certo, a vida cada vez corre-me melhor e cada vez mais sinto que tenho o poder suficiente para descobrir e conseguir as coisas só por mim.

Ontem vi um filme chamado “Bucket List”, bem bom por sinal, aconselho que vejam.
Num determinado momento do filme disseram como se decidia quem entrava no céu egípcio, não sei quão é baseado na realidade porque os meus conhecimentos da mitologia egípcia também não são perfeitos.
Segundo o filme para se decidir quem entrava no céu egípcio, tinha-se de responder certo as duas perguntas que os Deus faziam, que eram:
1- Já encontrou a felicidade da vida?
2- A sua vida trouxe felicidade aos outros?

Eu acredito que quando a vossa vida, simultaneamente vós trouxer felicidade a vocês e a outras pessoas, estão no bom caminho. O resto é o resto.
Se estás bem, óptimo, mas não esperes que todas as outras pessoas fiquem bem como tu.
Só não me sentia tranquilo ao mentir ao dizer que tudo é um mar de rosas e que não existe qualquer problema.
O pentagrama invertido é porta pela qual podes reforçar a dimensão na tua mente, pela qual essas entidades podem exercer controlo sobre ti.



Última edição por Malux em Qui Jan 06, 2011 10:37 pm, editado 1 vez(es)

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malignum em Qua Jan 05, 2011 8:57 pm

Olá,
"Talvez tenha sido infeliz, mas eu não reclamo ser perfeito, estou longe de ser perfeito e nem quero ser perfeito, basta-me no geral ser bom."

- Ninguém disse que aqui há alguém perfeito, por isso mesmo é que cá estamos.

"Mas desde de quando falar da igreja de Satan e de lavey é forçado, não foi provavelmente ele o maior divulgador do pentagrama invertido para as Massas?
Eu próprio respondo - sim sem dúvida!
Provavelmente se ele não tivesse tornado o pentagrama como símbolo da igreja de Satan, metade dos que estão aqui não teriam conhecimento do símbolo do pentagrama invertido."

- O maior divulgador do Baphomet melhor dizendo, "conspurcando" o seu significado embora as insígnias nos vértices serem em hebraico que, teoricamente, é a "linguagem do inimigo", a forma "correcta" seria em escrita cuneiforme.
Se queres mesmo que te diga, o primeiro contacto que tive com o pentagrama invertido foi mesmo no mundo do Thrash/Death Metal, aí esse símbolo é mais utilizado que palhetas para as guitarras.
Foi mais especificamente num album dos Slayer (Show No Mercy de 1987) tinha eu 9 anos de idade.
A divulgação do pentagrama invertido para as MASSAS como referiste foi mesmo apartir do Rock'n'Roll com raízes anteriores à church of Satan (anos 60). Já para não falar no Rock "puro", esse então ainda é mais antigo.
Dessa ideologia "laveyana" desconheço o que tem de espiritual (daí eu ter dito que era forçado falar-se nisso), a leitura que faço dessa "igreja" é esta ser apenas um reflexo da contra-cultura daquela época em específico, um meio de ganhar dinheiro, muito dinheiro diga-se de passagem.

"Mais perto de Deus, Kether, estão as ditas entidades angelicais da Bíblia,
Mais perto de Yesod, estão as ditas entidades infernais.
Yesod é o reino da Lua, dos instintos animais e do inconsciente."

- Reconheço que os teus conhecimentos cabalísticos são de valor, cada alusão que fazes à Árvore da Vida tem a minha atenção, pergunto-te quais as entidades que estão na esfera DA'AT, sempre foi a única que me interessou realmente após saber que se tratava da esfera oculta "amaldiçoada" e de encontrar pouca informação sobre a mesma.

"Na minha visão tantos as entidades angelicais como as infernais não são puramente boas ou más, isto é, cada uma tanto pode ser benéfica como prejudicial."

- Concordo plenamente contigo. "Nem tanto ao mar nem tanto à terra", penso que isto é um princípio básico mas acho muito bem ser exposto aqui pois nem todos os que lêem estas palavras dominam estes princípios elementares.

"Se tu acreditas que as entidades infernais são uns “anjinhos”, perfeitinhos, e que não te podem fazer mal de nenhuma forma é contigo, eu não acredito.
Basicamente para mim essas pessoas que tratam as entidades infernais e os valores que representam como “anjos” estão a criar outra igreja católica ao ver as coisas por extremos desequilibrados, despolarizados e isso para mim é aberrante"

- Eu não acredito, eu sei que Eles são perfeitos se não não estavam Lá.
- Não sou cego ao ponto de só ver duas polaridades; bem e mal; blue team vs red team; ceu e inferno.
- Acredito que no estado neutral reside a chave da Evolução, implicando "contactos" com as "duas equipas".
- Não pretendo criar uma nova igreja, nem católica nem "satanólica", apenas me guio pelo que sei e aprendi por mim (não vale a pena estar a repetir o que já disse anteriormente).

"Eu acredito que o teu propósito individual, pode ser unido a um propósito universal."
- Eu também, foi isso mesmo que fiz.

"Se tu fores procurar em grimórios medievais ou outros, as ditas entidades infernais duvido que elas sejam todas tão equilibradas assim, há sempre pelos menos uma maça bastante podre no meio da cesta."

- Grimórios medievais? Boa piada!
- Haverá fontes históricas mais poluídas que essas? Talvez seja melhor investigar os bestiários para fortalecer a opinião!
- Sempre prefiro os meus humildes "métodos de pesquisa", lembra-te que praticamente tudo o que sejam fontes literárias que chegaram até nós (que são de domínio público) passaram pelo olho clínico dos católicos ao longo dos longos séculos em que a humanidade esteve sobre o seu domínio férreo. As fontes "intactas" estão muito bem guardadinhas e não é qualquer um que lhes chega.

"Não acredito, que em 10 anos tu não encontraste nenhum perigo, até mesmo se eles não apresentam nenhum perigo, suponho que podes contacta-las sem qualquer forma de protecção."

- Acredita que é verdade!
- Supões tu muito bem!

"Numa das formas de protecção tradicional faz-se uso de nome Divinos e do poder dos arcanjos para protecção para contrastar com natureza dos espíritos demónicos mas suponho que não faças nada disso."

- Épá vê lá tu que até tive que mandar fazer um anel e segurá-lo à minha frente para o hálito de Astaroth não me matar!!!

"Eu já contactei entidades demoníacas, senti a energia deles, o modo como agiam, quando dei por mim um dia vi-me num mundo caótico, mas acho que fui o sábio suficiente para saber quando parar. Umas vezes corre bem, outras vezes correm mal.
Muitos dos maiores ocultistas, acabaram destruídos por não saberem onde parar, por não conhecerem os seus limites.e do mundo.
Eu cada vez menos sinto a necessidade de evocar entidades de qualquer genéro, vejo-me no caminho certo, a vida cada vez corre-me melhor e cada vez mais sinto que tenho o poder suficiente para descobrir e conseguir as coisas só por mim."

- Estamos de acordo, felizmente cada vez menos necessito de "moletas" para descobrir o Mundo, cada vez mais torno-me um ser independente no que toca à Evolução pessoal a todos os níveis.
- Concordo com o facto de saber onde parar, se determinada mente não está à altura é como tentar dar um passo maior que a perna, acho que isso é um princípio obviamente básico para quem deseja enveredar por caminhos onde se lida a cru com o poder.
- Comigo sempre correu bem (bem demais até), não me lembro (de certo que me lembraria) de algo que corresse mal.
- Se esses grande ocultistas, como referes, destruíram-se por não saber onde parar, não faço ideia onde está a sua grandeza pois princípio mais elementar que o auto-controlo não conheço. Sabendo que estão a lidar com forças caracterizadas de tal carga energética e se já desenvolveram tanto trabalho ao longo da vida, não estou a perceber como caem, ou melhor, como caíram nessa esparrela tão óbvia...
- A sede de poder é algo muito perigoso, reconheço, sempre dirigi os meus esforços para a controlar, tive sucesso.
- Mais uma vez revogo que o meu caminho; a minha experiência; não é regra para todos os que experimentem estes conceitos.

"Eu acredito que quando a vossa vida, simultaneamente vós trouxer felicidade a vocês e a outras pessoas, estão no bom caminho. O resto é o resto.
Se estás bem, óptimo, mas não esperes que todas as outras pessoas fiquem bem como tu.
Só não me sentia tranquilo ao mentir ao dizer que tudo é um mar de rosas e que não existe qualquer problema."

- Como tudo na vida...

"O pentagrama invertido é porta pela qual podes reforçar a dimensão na tua mente, pela qual essas entidades podem exercer controlo sobre ti."

- Exacto, tal como todos os outros símbolos de todas as outras religiões/cultos/crenças são a porta pela qual pode-se reforçar a dimensão mental e pela qual podem exercer controlo sobre quem lhes atribui Fé, os símbolos têm poder sobre nós na medida a que nós lho conferimos.

Cumprimentos
Gada Hamun!


avatar
Malignum
Magistral
Magistral

Mérito Mensal |

Masculino

Número de Mensagens : 698
Reputação : 70
Pontos : 1128
Humor : Do melhor (segundo opiniões)
Localização : Sintra

http://www.fomi.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malux em Qui Jan 06, 2011 10:31 pm

Oi,
Ainda bem que falaste de Daath, porque eu misturei Razz bastante os conceitos até para explicar de uma maneira simplificada, mas agora é a oportunidade para tornar tudo mais claro.

Nova Imagem:


A linha cinzenta é o abismo, por cima dela é que corresponde a dimensão espiritual
(Kether, Binah, Hochma), o ser universal.

Como dá ver o abismo cruza-se em Daath.

A nova linha amarela, é a localização mais certa do véu.
As três sephiras (Gevura ou Geburah, Chesed ou Hesed e Tiferet) representam o ser individual, a alma.
Tifaret é centro, a consciência pura.

As três sephiras abaixo do veú (Hod, Netzah, Yesod) estão mais para a personalidade humana.

Daath representa o conhecimento caótico, lá encontra-se toda a ilusão do universo, é o não existente, a ausência
de realidade espiritual.
É um elo de comunicação com arvoré da morte, o lado reverso da arvoré da vida e as 10 qliphoths.


Para esclarecer mais sobre Daath vou falar sobre um católico, que para variar até dizia algumas coisas para caixa.
É conhecido como o mais sábio de todos Santos, Tomás de Áquino.

Tomás de Aquino reflectiu muito sobre 7 pecados mortais, que no tempo dele eram muito diferentes do
que são hoje, já que foram sendo cada vez mais deturpados com o tempo.

Por exemplo, antigamente nem existia o pecado capital preguiça, e no seu lugar havia antes o pecado acídia,
que é uma palavra que hoje já perdeu grande parte do seu significado pois já não a usamos.

Por saciar curiosidade acídia de quem está a ler, acídia era uma espécie de tristeza.
Enquanto inveja era uma tristeza pelos outros, acídia era mais uma tristeza por ti.
Não era tristeza com base na realidade, era uma tristeza infundada e injustificada.

Tómas de Aquino acreditava que a alma e corpo estavam intimamente ligados, e agora está aqui uma coisa
interessante, para este pecado capital (acídia) Aquino recomendava soluções bastante terrenas,
para combater esse tipo de tristeza como prazeres, lágrimas e sono.
A critica de LaVey de que o cristianismo afasta o ser humano da realidade terrena, face as filosofias
de Aquino não faria sentido.


Para Aquino a essência do pecado é simples, o amor, o desejo e prazeres se referentes a um bem verdadeiro são louváveis
e reprováveis se referentes a um bem aparente, que não é verdadeiramente bem.
Da mesma forma o ódio, a tristeza em relação ao mal verdadeiro são louváveis e reprováveis em relação ao mal aparente.

Pegando num exemplo do que já falamos em cima, vingança com base na injustiça seria referente a um bem verdadeiro,
vingança com base na injustiça seria referente a um bem aparente e portanto pecado.

Segundo essa filosofia o apetite das riquezas naturais não é infinito, porque a partir de uma certa medida, as necessidades´
naturais são sastifeitas. No entanto o apetite das riquezas artificiais é infinito, porque as ilusões também são infinitas.
Assim nenhum dos pecados era pecado se apenas fosse uma simples necessidade justificada, só quando fosse algo desmedido,
desconexo da realidade.


Como isto tudo se relaciona a Daath?
Meus amigos, Daath é a esfera da ilusão, das aparências. No entanto todos temos passar pelo falso conhecimento,
ultrapassar o abismo, para chegar a Kether, pois a partir do falso chegasse ao verdadeiro.


Malux,
Fiquem em movimento, digo o real, não o aparente Smile

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malignum em Qui Jan 06, 2011 11:16 pm

Boa noite,
Deveras interessante este último desenvolvimento, obrigado.

Cumprimentos,
Gada Hamun!
avatar
Malignum
Magistral
Magistral

Mérito Mensal |

Masculino

Número de Mensagens : 698
Reputação : 70
Pontos : 1128
Humor : Do melhor (segundo opiniões)
Localização : Sintra

http://www.fomi.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Malux em Ter Abr 05, 2011 10:22 am

Voltando ao pentagrama, e falado numa das suas aplicações mais ritualisticas.




No sistema da golden Dawn utilizasse o pentagrama para trabalhar com as forças elementares. No topo encontrasse o elemento espírito, a principal chave para o pentagrama.

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Mago de Oz em Ter Jul 23, 2013 12:12 am

excelente tópico

gostei Smile
avatar
Mago de Oz
Novato
Novato

Masculino

Número de Mensagens : 5
Reputação : 0
Pontos : 14
Localização : Campos dos Goytacazes RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pentagrama, símbolo do império sobre os 4 Elementos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum