Devemos tolerar o cristianismo?

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Devemos tolerar o cristianismo?

Mensagem  Tininha em Seg Fev 25, 2013 11:19 am

" Infelizmente hoje já temos liberdade e não corremos o risco de ser mortos por criticar uma ideologia.
Agora
no máximo as pessoas ficam com uma má opinião sobre nós, talvez a achar que somos espiritualmente pouco evoluídos ou possuidores de um mau
karma Smile."


Errado!: há países e ambientes que ainda se corre esse tipo de risco. Nos países ditos democráticos ou com liberdade de expressão sim, mas que interessa a crítica daqueles que não têm opinião própria?...

"A minha critica vai além da Biblia, ela baseia-se no facto de as pessoas não analisam as coisas objectivamente como elas são. O facto de que a Biblia pode ser má influência, é crítica secundária.
Uma música de metal varia de acordo com o gosto subjectivo da pessoa, agora as interpretações de
um texto têm um escopo limitado ao que está escrito no texto, as interpretações podem variar um pouco mas não muito porque senão as pessoas já não estão a interpretar o texto mas a inventar um novo texto."


Discordo novamente: as músicas de metal podem parecer mais violentas, mas é daqui que nascem as músicas românticas mais bonitas, por isso, as pessoas podem não gostar de uma parte, mas gostam da outra.

O mesmo se passa relativamente aos textos, repara nos poemas, já fizeste análise a poemas ? Mas mesmo noutras histórias, então se os autores tomarem uns drunfs, em que muitas das vezes os medos, receios e alegrias aparecem em todas as formas cores e feitios... depende do que vai na cabeça do escritor e até doseu estado de espírito naquele dia.


"Levi falava da importância do silêncio, e eu passei a acreditar que sim sem saber bem porque.
Então, eu para buscar algo significado que tivesse sentido disse para mim que o silêncio é o mesmo silêncio dos budistas, ou seja, silenciar a mente. No entanto isso é apenas a minha versatilidade a trabalhar porque isso não têm a ver com o silêncio que sempre foi exaltado nas ordens iniciaticas.

No Budismo nem sequer praticam esse tipo silêncio que eu pensava. O objectivo é observar a
mente, e a ideia é que a mente alcama-se por si sem teres de suprimir pensamentos.

Ou analisemos o silêncio iniciatico. O objectivo principal do silêncio iniciatico sempre foi a protecção das ordens. Se as ordens ensinavam algo que pudesse ser considerado blasfemo, então elas podiam ter problema sérios. Por exemplo, queimaram pitagoras morreuqueimado. Os Illuminati foram extintos.
Hoje dia já não há necessidade de silêncio.
As outras interpretações do silêncio são apenas versatilidades.
Hoje é mais do que tudo importante falar. Para esclarecer os outros, ou sermos esclarecidos.
Se apenas os tolos falam, e os sábios calam-se o mundo não avança."


Não. Por vezes o silêncio pode ser ensurdecedor e as palavras inúteis.

"Eu estou muito longe de ser sábio, por isso queria ouvir outras opiniões mas lamentavelmente ninguém para além da Tininha se dispoe a falar mesmo apesar de terem ideias contrárias a minha."

Correctíssimo Malux, é uma pena, pelos vistos as pessoas preocupam-se mais em prejudicar os outros e a fazer mal a si mesmo, com orações e ladaínhas inúteis.



Cumpts e Boa semana!
avatar
Tininha
Avançado
Avançado

Feminino

Número de Mensagens : 80
Reputação : 2
Pontos : 95
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devemos tolerar o cristianismo?

Mensagem  Malux em Seg Fev 25, 2013 2:39 pm


Discordo novamente: as músicas de metal podem parecer mais violentas, mas é daqui que nascem as músicas românticas mais bonitas, por isso, as pessoas podem não gostar de uma parte, mas gostam da outra.

O mesmo se passa relativamente aos textos, repara nos poemas, já fizeste análise a poemas ? Mas mesmo noutras histórias, então se os autores tomarem uns drunfs, em que muitas das vezes os medos, receios e alegrias aparecem em todas as formas cores e feitios... depende do que vai na cabeça do escritor e até doseu estado de espírito naquele dia.


Então Tininha tal como eu disse há coisas subjectivas - " Uma música de metal varia de acordo com o gosto subjectivo da pessoa". O gosto por uma música é uma coisa subjectiva, tal como um poema é um tipo de texto que é subjectivo.
Agora nem todos os textos são subjectivos. Há textos com um componente mais objectivo que outros. Nenhum texto pode ser completamente subjectivo.
No ciclo tive um teste de português sobre poema de Camoes.
Se na resposta invés de relacionar alguma coisa com o poema, falasse de gafanhotos ou outra coisa não relacionada teria zero.
O que se têm de ter em conta é o objectivo do texto.
Se o objectivo do texto é dar asas a imaginação como muitas poesias, então é optimo que o texto não possa ser interpretado de 1 só forma.
Por outro lado pensa no livro Philosophiae Naturalis Principia Mathematica de Netwon. O livro pretende descrever as leis físicas da natureza, e convém haver espaço para 1 interpretação porque as leis da natureza só funcionam de 1 forma.

Se a Biblia não fala de 1 caminho espiritual entao a Biblia não é mais do um manual cujo objectivo é causar apreciação estética ou exercitar a imaginação.
Se a Biblia é completamente subjectiva, então qualquer insight que venha de ler a Biblia não vêm da Biblia e a Biblia não contém qualquer verdade pois tudo veio da tua subjectividade.
Jesus disse que era o caminho, a verdade e vida, então acho difícil não falar de objectividade. Pois se é verdade, só há uma. Se é o caminho, só há 1.
E se há qualquer objectividade, não há outra escolha senão ela ser limitada.


Não. Por vezes o silêncio pode ser ensurdecedor e as palavras inúteis.

Certo eu não discordo disso, mas o que eu Disse no meu post anterior?
Para a fala deixar de ser ensurdecedora e as palavras inuteis, as pessoas devem falar.
Por exemplo podemos considerar a "fala/conversação da superstição" como um barulho. As pessoas devem falar entre si para se esclarecerem e assim a superstição acaba.
Se alguém abra a boca para dizer coisas não adequadas, o universo e outras pessoas devem mostrar-lhe isso de alguma forma.
A fala é a exposição para os outros e nós mesmos (muitos pensamentos ficam muito claros para nós mesmos quando falamos), e a exposição propociona crescimento.

___________________________________
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo"
avatar
Malux
Mestre
Mestre

Moderador | Mérito Qualidade |
Masculino

Número de Mensagens : 285
Reputação : 8
Pontos : 391
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum